sexta-feira, 21 de maio de 2010

FONOLOGIA – ORTOÉPIA E PROSÓDIA

A ortoépia (ou ortoepia) trata da pronúncia correta das palavras. Pronunciar incorretamente uma palavra é cometer cacoépia. É mais comum encontrarmos erros de ortoépia na linguagem opular, mais descuidada e com tendência natural para a simplificação.

Como exemplos de erros de ortoépia, podemos citar:

"abóboda" em vez de abóbada

"adevogado" em vez de advogado

"estrupo" em vez de estupro

"guspe" em vez de cuspe

A prosódia trata da correta acentuação tônica das palavras. Assim, cometer um erro de prosódia é, por exemplo, transformar uma palavra oxítona em paroxitona, ou uma proparoxítona em paroxítona. Os erros de prosódia recebem o nome de silabada.Veja alguns exemplos:

"sútil" em vez de sutil

"côndor" em vez de condor

"ávaro" em vez de avaro

"rúbrica" em vez de rubrica

"interim" em vez de ínterim

Algumas palavras admitem dupla pronúncia, ambas consideradas corretas. É o

caso de ortoépia ou ortoepia.

FONTE: NICOLA, J; TERRA, E. Minigramática. São Paulo: Scipione, 2002.

Um comentário:

  1. muito bom, aprendi bastante, estou estudando para o IFAM. Gostei da aula.

    ResponderExcluir